5 Dicas para você melhorar a sua comunicação!

5 Dicas para você melhorar a sua comunicação!

Veja nesse artigo como melhorar a sua comunicação e potencializar sua influência.

Como dizia Chacrinha décadas atrás “Quem não se comunica, se trumbica.” E vamos lá, a citação segue relevante nos dias atuais!

Impressionante que em pleno século XXI um dos principais problemas que vemos nas organizações ainda seja a comunicação. Falta de comunicação, de transparência, de clareza, de intenção, desalinhamento, desentendimento, descompromisso entre tantas outras faltas e “des” que exprimem a ideia de separação e afastamento, que é o que acontece quando temos barreiras em nossa comunicação.

Os avanços tecnológicos e os novos meios de comunicação que deveriam nos aproximar, muitas vezes nos sobrecarregam e nos afastam. Deixamos de fazer o básico bem feito, aquela comunicação sem pirotecnia que funciona! 

Separamos algumas dicas para que você possa melhorar a sua comunicação e, consequentemente, atingir melhores resultados! 

  1. Crie relações de confiança 

A base para uma comunicação efetiva e sem barreiras é a conexão humana pautada em confiança. 

Uma pessoa não estará disposta a ouvir, entender a outra e chegar a um consenso se não confiar. 

E para que você conquiste a confiança é preciso se importar pessoalmente com o outro, respeitar o seu ponto de vista, abraçar a sua própria vulnerabilidade, demonstrar empatia, ser transparente, manter os seus compromissos, entre outras coisas. 

  1. Pratique a escutatória 

Sempre que pensamos em comunicar pensamos em falar. Mas comunicação não é uma via de mão única. É um fluxo de significados, de idas e vindas, uma mão dupla. 

E para que o fluxo de ideias chegue a um lugar melhor do que começou, e agregue valor para todas as partes, é preciso escutar de forma ativa o que o outro tem a dizer. Melhor ainda se você começar escutando, e, com isso, entendendo a perspectiva da outra parte, e buscando um ganha-ganha. 

Essa era a base da liderança de Nelson Mandela, e os resultados falam por si se a prática é efetiva ou não. 

  1. Fale de forma assertiva e empática 

Muitas vezes temos medo de falar o que precisa ser dito. Medo de magoar, do que a pessoa irá pensar, de como irá interpretar a nossa mensagem. 

E esse medo faz com que adotemos algumas posturas, muitas vezes de forma inconsciente: (1) Fugimos da conversa, (2) Falamos nas entrelinhas, (3) Falamos de forma agressiva e ofensiva… entre tantas posturas não efetivas de lidar com o problema. 

Kim Scott fala sobre a empatia assertiva, que é o encontro do “importar-se pessoalmente” com o “desafiar diretamente”. Nós da Catalise! temos o bordão: “Seja firme com os fatos e doce com as pessoas.”

Fale o que precisa ser dito, com respeito pelo ser humano que está do outro lado! 

  1. Verifique o entendimento 

O que torna uma comunicação efetiva não é o que falamos, e sim como a mensagem é entendida. 

E para termos certeza de que fomos entendidos da forma certa precisamos nos assegurar. Uma forma muito simples de fazer isso é pedir para a pessoa dizer o que entendeu. E quando você for o receptor da mensagem, parafrasear o que você entendeu. 

Simples, prático e muito efetivo!!! 

  1. Recapitule as decisões tomadas 

Quantas vezes fazemos uma reunião, decidimos alguns pontos, e, semanas ou meses depois, fazemos outra reunião para falar das mesmas coisas? 

Toda reunião que gera esclarecimentos e decisões deveria ser fechada recapitulando os pontos principais, e formalizando o que foi decidido. É importante inclusive capturar isso em algum lugar, como um Trello ou um e-mail que seja. 

Isso vai impedir muitas confusões, desalinhados e retrabalhos, pode ter certeza! 

Se você quer se aprofundar no tema, ou levá-lo para a sua organização, conheça nossa trilha de desenvolvimento “Comunicação e Influência”. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//

Feito com WP360 by StrazzaPROJECT